foto1 – fonte https://www.istockphoto.com/

Não é novidade que a pandemia do novo coronavírus afetou nossas vidas drasticamente, principalmente por conta do distanciamento social e é claro: a quarentena ; o “novo normal” que nos forçou a abandonar certas atividades e/ou hábitos de lazer, que antes eram essenciais, para ajudar a manter nossa saúde mental.

foto2 – fonte https://www.istockphoto.com/

Haja visto essa atual realidade, um novo estilo de vida ascendeu nesta adversidade: a ‘’Mesa Posta’’; que consiste no hábito de expor a mesa de modo organizado para cada ocasião, em que se consideram na disposição desde o tema, talheres, louças, sousplats, porta guardanapos e muito mais.


Mas, afinal, por que justo agora este movimento se popularizou e o que ele tem em
comum com um momento tão delicado como este?


Desde os primórdios da humanidade, o ato de sentar-se à mesa, principalmente com familiares, amigos e colegas especiais faz parte de nossa cultura. Mesmo sendo um ato tão primitivo, é reproduzido até hoje pelo fato de marcar um ritual de celebração e proporcionar lembranças afetivas que são marcantes e calorosas.


Em um momento extraordinariamente atípico como uma pandemia, seguido de isolamento social, a sensação de angústia e solidão nos invade de forma avassaladora. E como consequência, damos mais importância a momentos que antes não eram tão relevantes, alguns tão singelos como um café da tarde, outros mais extravagantes como um
jantar em família. Diante disso, dispor um tempo com os entes queridos, sobretudo do núcleo familiar, se tornou um alento atualmente frente às adversidades contemporâneas.


A seguir, temos breves relatos de meseiras contando como se apropriaram da Mesa Posta durante a pandemia:

“Preparar a mesa posta neste momento me trás duas sensações especiais … o agradecimento por poder estar com minha família com saúde e podendo desfrutar de algo preparado por mim… e a alegria e poder receber um alimento por delivery e poder me sentir num restaurante na alegria da minha casa ❤️❤️❤️” Priscila Rosseto da @mesapostadapri

“A prática da mesa posta sempre se fez presente em minha casa. O ato de definir o cardápio, escolher os itens e preparar a mesa para compartilhar de bons momentos é algo super prazeroso e faz parte do nosso cotidiano. Construímos memórias afetivas – seja em família ou com amigos. Em tempos de confinamento, as reuniões tornaram-se mais restritas e tivemos que nos reinventar. Sim, estamos em novos tempos e temos que viver o presente. A tecnologia contribui com uma vídeo chamada para fazer um brinde entre amigos e família, cantar os parabéns para celebrar novo ciclo. Digo sempre: pratique a mesa posta e construa grandes momentos.” Ingrid Faria da @mesasdagui

“O isolamento social fez com que eu quisesse zelar pelos que amo , e desta forma demonstrando amor com uma mesa linda e afetiva . Ou uma nova receita em uma mesa bonita, alegre e convidativa, cria memórias afetivas nas refeições com a família E por que não, compartilhar as criatividades diárias através de fotos nas redes sociais.” Erika Santtos da @meudocelar46

Mesa posta de Erika Santtos da @meudocelar46 – Um Mesinha azul , para deixar a semana mais leve.

Desta forma, o cuidado na composição da mesa, trazendo a harmonia elementar de cada componente, anteriormente efêmeros e sem tamanha importância, se torna essencial e a Mesa Posta se consolida não apenas como um hobbie, mas um estilo de vida que pôde ser reconfortante na vida de muitas pessoas.